Politica

Governador decreta luto de 3 dias pela morte de Jorge Portugal, ex-secretário de Cultura da Bahia.

Por Por: G1 Bahia Foto:Tacila Mendes/Secult em 04/08/2020 às 13:30:06

"O educador baiano foi internado no Hospital Geral Roberto Santos, na tarde desta segunda-feira (3) e morreu por volta das 20h15, de falência cardíaca aguda".

O professor e escritor e ex-secret√°rio de Cultura da Bahia, Jorge Portugal, morreu, aos 63 anos, na noite desta segunda-feira (3), em Salvador. Ele estava internado desde a tarde desta segunda, na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) cardiovascular do Hospital Geral Roberto Santos (HGRS). Segundo a assessoria da unidade de sa√ļde, Portugal teve de fal√™ncia card√≠aca aguda.

Ainda de acordo com o hospital, o ex-secret√°rio de Cultura da Bahia estava em coma induzido e morreu por volta das 20h15. Segundo o boletim médico, ele j√° chegou à unidade em estado cr√≠tico com quadro de choque cardiog√™nico, que é quando o cora√ß√£o n√£o consegue bombear sangue com efici√™ncia.

Uma equipe do Samu foi acionada para atender o educador, que estava em estado grave com sinais de insufici√™ncia respiratória.

Ele recebeu atendimento inicial e foi levado para o Hospital Geral Roberto Santos. Durante o trajeto, Jorge Portugal chegou a ter uma parada cardiorrespiratória, mas foi estabilizado. N√£o h√° detalhes sobre o que causou o quadro de insufici√™ncia.

Nascido em 1956, na cidade de Santo Amaro, no recôncavo da Bahia, Jorge Portugal completaria 64 anos na quarta-feira (5). Formado em Letras pela Universidade Federal da Bahia, ele foi um educador, poeta, letrista e compositor brasileiro que marcou gera√ß√Ķes.

O educador ficou conhecido por obras voltadas para estudos universit√°rios, como o livro "Reda√ß√£o é assim", adotado por cursos pré-vestibulares de Salvador. Portugal se consolidou como apresentador de televis√£o ao liderar por nove anos "Aprovado", programa educativo voltado para estudantes universit√°rios na TV Bahia.

Entre as letras de sucesso compostas por Jorge Portugal est√° "Só se v√™ na Bahia", escrita em parceria com Roberto Mendes e outras composi√ß√Ķes, que ficaram marcadas nas vozes de Gal Costa, Maria Beth√Ęnia e Elba Ramalho, como "Vida v√£", "Filosofia pura" e "A massa".

Em 2015, Portugal foi nomeado secret√°rio de Cultura da Bahia, onde ficou até 2017. Jorge Portugal deixa esposa, Rita Vieira, e tr√™s filhos, o sociólogo Caetano Ign√°cio, a atriz B√°rbara Bela e o jornalista Thiago Dantas

Nota de Pesar

Em nota, o governador Rui Costa lamentou a perda e decretou luto oficial no estado na terça-feira (4).

"Imensamente entristecidos, lamentamos a morte do ex-secret√°rio de Cultura do Estado Jorge Portugal. Educador, poeta, compositor, Jorge era um homem de m√ļltiplos talentos, exercidos com a energia e a simpatia que inspirava todos à sua volta. Era, antes de tudo, um homem apaixonado pela Bahia e pelo seu povo que estiveram sempre no centro do seu trabalho, fosse como administrador p√ļblico, professor e artista. Como diz um dos seus versos: 'Uma na√ß√£o diferente, toda prosa e poesia, tudo isso finalmente, só se v√™, só se v√™ na Bahia'. Nossos sentimentos para seus amigos e familiares por essa grande perda", disse Rui Costa.

O vice-governador da Bahia e secret√°rio de Desenvolvimento Econômico do Estado, Jo√£o Le√£o, também lamentou a morte do professor e ex-secret√°rio de Cultura da Bahia. "Jorge Portugal era um amigo querido, com quem tive o imenso prazer de trabalhar na pol√≠tica e conviver na vida. Aos familiares e amigos, meus mais profundos sentimentos por este momento de pesar. Portugal deixa um legado para a l√≠ngua portuguesa, pelo acesso democr√°tico à educa√ß√£o e para a cultura baiana".

Em nota, Fernando Guerreiro, presidente da Funda√ß√£o Gregório de Matos (FGM), lamentou a morte do amigo. "Um cidad√£o brasileiro, baiano e Santamarense de responsa, esse sempre foi Jorge Portugal. Imposs√≠vel falar dele sem um sorriso nos l√°bios, uma leveza na alma e muita poesia no cora√ß√£o. Portugal ressignificou o ensino com sua excepcional verve comunicativa e valorizou, como ninguém, nosso jeito de ver o mundo e se relacionar com ele. Com sua partida, as palavras perdem seu brilho e a nossa l√≠ngua perde um de seus melhores tradutores. V√° em paz grande mestre!", disse.

game 02