Franquias clássicas voltam aos cinemas e viram sinônimo de lucro

Por Redação em 21/05/2022 às 20:14:15

Na próxima semana, “Top Gun: Maverick“, continuação do longa de sucesso de 1986, chega aos cinemas brasileiros. O filme contará com o retorno do astro Tom Cruise, que voltará a interpretar Pete “Maverick” Mitchell, piloto da marinha dos Estados Unidos. As expectativas para o lançamento são altas e o filme promete ser uma das grandes bilheterias de 2022. Outra franquia que retornará nas próximas semanas é Jurassic Park, com o longa “Jurassic World: Domínio“. Além do elenco atual, o novo e último filme da saga contará com atores que participaram da trilogia original: Laura Dern, Sam Neill e Jeff Goldblum. Esses são apenas dois exemplos de grandes produções do passado que seguem lançando novos filmes. Em meio ao crescimento de sequências como o Universo Cinematográfico da Marvel e o resgate de outras como 007 e Missão Impossível, apostar em títulos e personagens conhecidos do público tem sido uma boa ideia.

 

Ver essa foto no Instagram

 

Uma publicação compartilhada por Universal Pictures (@universalpictures)

Um exemplo disso é lançamento de “Jurassic Wolrd: O Mundo dos Dinossauros”, quarto capítulo da franquia sobre os animais pré-históricos. Trazendo um elenco renovado e repleto de referências aos longas originais, o filme foi um sucesso de crítica e bilheteria, faturando US$ 1,6 bilhão, ocupando a sétima posição na lista de maiores bilheterias da história. Outro caso similar foi visto com “Toy Story 4”, lançado nove anos após o terceiro filme. Apostando no retorno de personagens carismáticos dos longas anteriores, a animação conseguiu ótimos resultados de bilheteria, arrecadando US$ 1 bilhão, o melhor desempenho da sequência até então.

Em um passado recente, outras franquias apostaram em novos filmes, misturando personagens inéditos e outros que já eram familiares do público. O caso mais novo foi o de “Pânico 5”, que trouxe novos nomes para a telona ao lado de ícones da saga, como Neve Campbell, Courteney Cox e David Arquette. Mad Max e Star Wars fizeram movimentos semelhantes: o longa “Mad Max: Estrada da Fúria” venceu seis prêmios no Oscar; por outro lado, “Star Wars: O Despertar da Força”, se tornou a quarta maior bilheteria da história, e “Os Últimos Jedi” e “Rogue One” também se tornaram sucessos comerciais.

Sucessos da Disney

Um exemplo do sucesso de resgate de filmes e personagens já conhecidos do público também vem da Disney com as releituras live-actions de seus clássicos infantis. Um deles é “Aladdin“, relançado em 2019 e que arrecadou mais de US$ 1 bilhão mundialmente. Outro caso de sucesso ocorre em “A Bela e a Fera“, estrelado por Emma Watson em 2017 e que arrecadou US$ 1,2 bilhão, a 18ª maior bilheteria da história. Entretanto, o posto de maior sucesso da Disney pertence à adaptação de “Rei Leão“, que trouxe as músicas clássicas de volta e arrecadou US$ 1,6 bilhão, a 8ª maior bilheteria registrada. A releitura de “Mogli”, primeira live-action do grupo, também aparece entre as 100 maiores bilheterias de todos os tempos.

Próximos lançamentos

Além de “Top Gun: Maverick” e “Jurassic Wolrd: Domínio”, outras franquias e filmes de sucesso no passado devem ganhar continuações. O anúncio mais recente foi o da continuação de “Dirty Dancing – Ritmo Quente“, que contará com o retorno de Jennifer Grey. A previsão do lançamento é de 2024. Em 2023, outro clássico deve retornar aos cinemas: o quinto filme de Indiana Jones está previsto para junho do ano que vem. O longa trará Harrison Ford de volta ao papel que marcou sua carreira nos anos 1980. A sequência do clássico infantil “Abracadabra” e um novo filme da franquia “Pânico” também já foram confirmados e devem estrear nos próximos meses.

Oz Xerifes 2
Mascara