Marinha leva mais de 20 toneladas de doações para famílias atingidas pela chuva no sul da Bahia

Por Amaral em 20/12/2021 às 16:26:17

Veículos da Marinha levam donativos arrecadados a cidades no sul da Bahia ?- Foto: Reprodução/TV Bahia

Um comboio com cinco caminhões e dois carros-pipa da Marinha do Brasil iniciou, na manhã desta segunda-feira (20), o transporte de mais de 20 toneladas de donativos arrecadados em Salvador para famílias atingidas pela chuva no sul da Bahia. A previsão é que o material, arrecadado em apenas quatro dia, chegue aos primeiros pontos do roteiro na terça (21).

Um comboio com cinco caminhões e dois carros-pipa da Marinha do Brasil iniciou, na manhã desta segunda-feira (20), o transporte de mais de 20 toneladas de donativos arrecadados em Salvador para famílias atingidas pela chuva no sul da Bahia. A previsão é que o material, arrecadado em apenas quatro dia, chegue aos primeiros pontos do roteiro na terça (21).

"Começou essa semana e cabe ao grupamento de fuzileiros navais fazer o transporte dos meios para a cidade de Itamaraju. Então, saindo daqui, indo para Itamaraju onde vamos descarregar todo esse material e as prefeituras de Jucuruçu, Itamaraju, Teixeira de Freitas vão poder pegar esse material lá", declarou o capitão de Fragata da Marinha, Jorge Alexandre de Almeida Oliveira.

Os donativos entregues pela Marinha foram arrecadados em uma campanha organizada pela prefeitura de Salvador. Foram entregues roupas, alimentos, materiais de limpeza e higiene pessoal, água mineral, entre outros itens.

Os estandes da prefeitura foram estão mantidos na loja 'Queremos Doar', no Shopping da Bahia, onde interessados em ajudar as vítimas poderão trocar um quilo de alimento por um livro. Além disso, doações também são recebidas na Defesa Civil de Salvador (Codesal), na Avenida Bonocô; e na sede da Empresa de Limpeza Urbana de Salvador (Limpurb). Há ainda a opção de fazer a doação pela internet.

O temporal no sul da Bahia começou no dia 29 de novembro. A BR-101 foi a primeira via a ser afetada, em Itamaraju, porque os ventos fortes derrubaram nove árvores e muitos galhos na pista. A situação se agravou na madrugada do dia 8 deste mês, quando a cidade entrou na primeira lista de situação de emergência.

No mesmo dia, tio e sobrinhos morreram soterrados após um barranco ceder e a terra atingir a casa onde eles estavam. No total, a chuva deixou mais de duas mil pessoas desabrigadas na cidade.

Na semana passada, a prefeitura de Itamaraju afirmou que a chuva destruiu, no mínimo, 150 casas, e que é calculado um prejuízo de R$ 40 a R$ 50 milhões. A cidade teve situação de emergência reconhecida pelos governos estadual e federal.


Fonte: TV Bahia



Oz Xerifes
Mascara