Serviço de Diagnóstico de Câncer de Boca é ofertado no CEO (Centro de Especialidades Odontológicas) de Itamaraju

Por Henrique Peixoto em 15/09/2021 às 13:30:53

Um paciente do sexo masculino avaliado pelo serviço de Odontologia da Estratégia da Saúde da Família, foi encaminhado para o CEO de Itamaraju, onde foi examinado e submetido a uma cirurgia de biópsia realizada pelo Dr. Fabrício Santos, professor da disciplina de diagnóstico Oral da Faculdade de Ciências Sociais Aplicadas - FACISA.

O paciente foi diagnosticado com Câncer de Boca (Neoplasia intraepitelial escamosa de alto grau) e encaminhado para tratamento oncológico.

O câncer de boca é uma doença que pode ser prevenida de forma simples, desde que seja dada ênfase à promoção à saúde, ao aumento do acesso aos serviços de saúde e ao diagnóstico precoce. Com relação aos fatores de risco ao desenvolvimento do câncer bucal, são considerados o tabagismo, o etilismo, a infecção pelo papilomavírus humano (HPV) tipo 16, a exposição à radiação solar (para o câncer de lábio), imunossupressão.

Fatores de gênero e idade também são preponderantes, sendo que a doença é mais frequente em homens brancos, acima de 40 anos.

Qualificar a identificação de lesões precoces é um dos objetivos principais Odontologia do município de Itamaraju.

Saiba como fazer o autoexame:

Procure um espelho em local bem iluminado. Sem pressa e atentamente, examine todas as regiões da boca, procurando por alguns dos detalhes citados acima:

1 – Observe a pele do rosto e do pescoço, veja se encontra algum sinal (mancha, pinta, caroço, coloração) que não tenha notado antes;

2 – Apalpe os lábios e certifique-se de que não há endurecimento ou ferida. Puxe os lábios e examine-os por dentro e por fora;

3 – Afaste a bochecha para examinar a parte interna da mesma;

4 – Com a ponta do dedo indicador, percorra toda a gengiva superior e inferior;

5 – Introduza o dedo indicador e o polegar por baixo da língua e procure palpar todo o assoalho da boca;

6 – Abra a boca ao máximo, examine o céu da boca, palpando com o dedo indicador. Em seguida diga "AAAAA" e observe o fundo da garganta;

7 – Estique a língua para fora, apalpe em toda a sua extensão com os dedos indicadores e polegar. Pegue a língua com um pano ou gaze, puxe-a para fora e gire, observando as laterais e embaixo dela;

8 – Compare e apalpe os lados direito e esquerdo do pescoço e veja se existem caroços ou áreas endurecidas;

9 – Introduza o polegar por debaixo do queixo e apalpe suavemente todo o seu contorno inferior.

Faça o autoexame pelo menos duas vezes por ano. Além disso, uma vez por ano, deve ser realizado um exame clínico da boca, que pode ser feito por um médico ou um dentista.

Carro de Playboy