Conheça a SHE 3000, a 1ª primeira motocicleta elétrica da Shineray

Por mecanicaonline.com.br em 24/08/2021 às 00:12:52

Montadora já produz patinetes e scooters elétricas e agora avança na eletrificação, de olho no crescimento do mercado nacional

A Shineray do Brasil e a Solar Coca-Cola acabam de iniciar um projeto-piloto de mobilidade sustentável em que são utilizadas motocicletas elétricas SHE 3000, a primeira moto da montadora nordestina neste segmento.

A parceria marca o pré-lançamento do modelo, recém-produzido e ainda inédito no portfólio da companhia, assim como o crescimento da Shineray do Brasil no mercado dos veículos elétricos.

O produto estará disponível para o público no primeiro trimestre de 2022, mas há possibilidade de antecipação no cronograma.

A moto foi desenvolvida pensando nas necessidades das grandes cidades. A potência máxima é de 3000W, com velocidade máxima de até 80 km/h. O motor elétrico tem 72V e a bateria de lítio, cerca de 900 ciclos.

A autonomia é de até 120 km e leva de 6 a 7 horas para carga total da bateria. O carregador é bivolt e a capacidade de carga é de 150kg.

A sustentabilidade e desempenho do modelo levaram a Solar Coca-Cola a apostar na SHE 3000 para uso na sua área de logística. A empresa planeja substituir 3 mil motos a combustão por modelos elétricos em um período de seis anos.

"O lançamento para os consumidores pode ser antecipado em relação à previsão atual se as condições logísticas mundiais melhorarem. Atualmente, faltam navios para atender à demanda da indústria, o que impacta no tempo de recebimento de parte dos componentes utilizados na montadora, que vêm de fornecedores da China", explica o diretor de Supply Chain da Shineray do Brasil, Thomas Edson.

O executivo ressalta que a entrada no nicho de motocicletas elétricas e a parceria com um dos maiores fabricantes do sistema Coca-Cola no mundo reforçam o posicionamento da marca na eletrificação.

"Nosso projeto é ampliar o portfólio para esse nicho. O objetivo é atender não só os consumidores que utilizam os veículos na locomoção do dia a dia ou apenas nos momentos de lazer, mas também quem pretende usá-los para trabalhar, como os profissionais dos aplicativos de delivery", detalha.

Ele frisa, ainda, as vantagens das motos elétricas. "Um modelo como a SHE 3000 traz uma série de benefícios ambientais graças ao uso de energia limpa. Além do baixíssimo custo de manutenção, é isento de IPVA em muitos estados e dispensa um gasto que faz diferença para qualquer orçamento, que é o abastecimento com gasolina", ressalta Thomas.

Além da SHE 3000, o portfólio da linha Shineray Electric conta com dez patinetes e três cicloelétricos (veículos de duas rodas com velocidade até 50 km/h). Até 2022, serão lançadas mais três motos com voltagens diferentes.

A linha Shineray Electric é equipada com motores da marca Bosch, o que reforça ainda mais a qualidade dos produtos e garantia de desempenho.

No quesito manutenção, os modelos da linha trazem vantagens bem atrativas em relação aos veículos à combustão, com um custo bastante reduzido.

Isso se deve ao fato de os elétricos não terem alguns componentes tradicionais que exigem substituições periódicas, como filtro de combustível, filtro de óleo e velas de ignição.

Outro ponto positivo é a duração das baterias, componente que passou por uma grande evolução tecnológica para atingir os atuais níveis de desempenho. No caso das motocicletas, as baterias de última geração conseguem suportar até 900 ciclos – um ciclo é a quantidade de vezes em que ocorre a carga completa seguida de descarga.

Para se ter uma ideia, um consumidor que utiliza um modelo elétrico cinco dias na semana (descarregando completamente a bateria diariamente) não vai precisar se preocupar com a troca da bateria por três anos.

Carro de Playboy