Republicanos

Ação integrada da PRF e PMBA erradicam mais de 1.500 pés de maconha no extremo sul baiano

Por PRF - BAHIA em 11/11/2020 às 12:33:39

A Polícia Rodoviária Federal (PRF), em trabalho conjunto com a Polícia Militar da Bahia (PMBA) erradicou nesta segunda-feira (09) um cultivo ilícito de maconha, no Extremo Sul da Bahia.

As ações resultaram na erradicação de 1,5 mil pés da erva – e centenas de quilos da droga deixaram de ser produzidas para comercialização – que poderiam render milhares de reais para as organizações criminosas.

Tudo começou ontem (08), quando as equipes receberam a informação de movimentação suspeita em um sítio localizado às margens da BR 367 e que homens estariam a bordo de um Ford/Ka, na cor branca, possivelmente, praticando ilícitos criminais.

Diante das informações, os policiais diligenciaram e conseguiram interceptar o carro na altura do quilômetro 511 da BR 101, em Itabuna (BA). Durante a abordagem e vistoria no interior do automóvel, foram encontradas uma quantidade de maconha in-natura (não prensada) escondidas no porta-malas. Após pesagem, o volume totalizou 26 Kg (vinte e seis quilos) da droga. Aos policiais, o condutor que trabalha como motorista por aplicativo relatou que "pegou" a maconha na região de Porto Seguro. Disse ainda que ganharia 1.500 reais para transportar o produto ilícito até a cidade de Aracaju (SE). A droga apreendida em Itabuna é oriunda da plantação descoberta no sítio localizado no Extremo Sul.

Em continuidade às investigações as polícias deflagraram a operação e encontraram o cultivo escondido em uma roça da zona rural de Belmonte. Na ação foram presos três homens, com idades entre 31 e 57 anos. Eles confessaram a participação no ilícito criminal e também relataram ser os responsáveis pela plantação e colheita.

Todos foram presos em flagrante delito pelo crime de tráfico de drogas (Lei 11.343/2006) e encaminhados para a Delegacia de Polícia Civil de Porto Seguro (BA). Também foi entregue à autoridade policial apetrechos utilizados no cultivo da droga e uma pequena porção (pés de maconha) para perícia.

A integração e aproximação com órgãos parceiros de segurança fortalecem a união de forças no combate à criminalidade, beneficiando diretamente a sociedade, que pode contar com agentes cada vez mais preparados na sua missão de garantir segurança e promover a prosperidade da Nação.

A PRF apertou o cerco ao narcotráfico e intensificou as ações com o objetivo coibir o tráfico de entorpecentes e crimes relacionados desde a quebra do ciclo produtivo até o seu transporte e distribuição. A ideia é estrangular a estrutura logística e financeira do crime e no movimento das associações criminosas, que integra o meio aéreo e o portuário – marítimo e fluvial- convergindo para as rodovias do país.

Em 2020, a PRF na Bahia já apreendeu quase 11 toneladas de maconha nas estradas federais que cortam o estado.

game 02
republicanos 2