01/05/2018
Quem falar que não tem ideologia política, duvide!


     OBSERVAÇÃO: O formato deste texto não é acadêmico, mas seu conteúdo é baseado em fontes, fatos, pesquisas, observações e interpretação qualitativa. 

     Muitos indivíduos afirmam que não possuem ideologia política. Essa declaração é equivocada, pois viver em sociedade é se relacionar com o poder.  Todos possuem objetivos que se traduzem em ideias. 

     O termo “ideologia” foi criado por Destutt de Tracy (1754- 1836), filósofo francês, final do sec. XVII. A palavra é formada por outras duas do grego antigo: IDEA, que significa “aparência”, traduzida como “protótipo ideal”, e LOGOS, “estudo”.  Ou seja, é o estudo científico das ideias. Estas são resultado da relação entre o organismo vivo, a natureza e o meio ambiente. Popularmente, a expressão em questão é usada também como um conjunto de ideias as quais uma pessoa ou grupo adquire.

     Ao mesmo tempo em que a ideologia é real, também é ideal. Surge como um projeto. As ideias correspondem à consciência que os humanos possuem em certo período da história, segundo Karl Marx, em sua obra, “A Ideologia Alemã” (1846). Para esse pensador comunista, o capitalismo gera acúmulo de dinheiro por parte da classe dominante, que impõe a sua ideologia ao grupo dominado. O que acabará com isso, é a luta de classes: os trabalhadores tomam o poder e ao longo do tempo vão implementando o comunismo. 

     Quais as principais bases ideológicas políticas partidárias?  “Esquerda” e “direita”. Como surgiram?  No século XVIII, com o Iluminismo, ocorreu a Francesa, promovida pela burguesia com o apoio da população mais pobre.

     Formou-se uma Assembleia Nacional Constituinte. Os nobres sentaram no lado direito para não “se misturar” com a população massiva (burguesia e os pobres), que ocupou o lado esquerdo, que foi associado à luta dos trabalhadores. O direito está relacionado aos das classes mais ricas e ao conservadorismo.

     As principais características da direita: 1- defesa ao capitalismo; 2- O trabalho é controlado pelos donos de produção, que são os patrões (indivíduos e empresas privadas); 3- acordos entre empregadores e empregados devem ser individuais; 4- Impostos mais baixos; 5- menos participação do estado. 

     As principais características da esquerda: 1- defesa ao socialismo; 2- criação de cooperativas, onde todos são os donos da produção; 3- prioridade ao coletivo; 4- maior intervenção do estado.

     A extrema esquerda e a extrema direita não são flexíveis. O “centro”, segundo analistas ouvidos pela BBC Brasil, é dinâmico; se define nas disputas eleitorais, a depender de cada realidade onde se encontram os candidatos da esquerda ou da direita. 

     Afirmar ser esquerda e direita numa sociedade democrática capitalista é complexo, pois existe um conflito entre o real e o ideal. Exemplo: As duas gestões de Lula não foram de esquerda; oscilaram entre centro-direita e centro esquerda. O primeiro governo foi composto por sete partidos, PT, PMDB, PP, PL, PTB, PSB e PC do B, com apenas três siglas de esquerda. Ou seja, esquerda e direita são ideias. A realidade é uma mistura entre ideologias, mesmo uma sobressaindo sobre a outra.    

     Para se eleger, a esquerda se une à direita, e “vice-versa”. Outro exemplo: O sociólogo Marcelo Castañeda observou os dados do TSE, eleições de 2016. Foram encontradas, sem a conclusão da apuração de todas as candidaturas, coligações do PT com PMDB, PSDB, DEM e outros, em 1.683 municípios. Esses partidos os quais o PT se coligou, foram a favor do afastamento de Dilma, e considerados como de direita, centro-direita e centro-esquerda.

     Mesmo que, na democracia capitalista brasileira, repleta de contradições, todos os eleitores, sem exceção, necessitam de ideias políticas, mesmo ignorando as teorias. Citam-se casos reais.

     1- Um microempresário afirma que é independente e não possui ideologia. Mas, obviamente quer desenvolver sua empresa e quer ser o dono da produção. Essa ação já é liberal, mesmo que não saiba o que isso significa.  Ele afirma que não tem partido e nem defende “políticos”, mas, no mínimo, é determinado a ter preferência a gestões públicas que criem projetos para o crescimento de pequenas entidades comerciais, como a sua. Assim, mesmo de forma involuntária, esse empresário possui ideias liberais, que se constituem em uma “ideologia”.   

     2- Uma pessoa recebe entre 1 e 2 salários mínimos. Vive para pagar contas e sobreviver. Nunca leu algo sobre ideologia nem sobre as diversas doutrinas existentes. É cristã. Ler a bíblia que, além de ser um livro de fé, aponta ideias que determinam o comportamento dos indivíduos, se constituindo numa ideologia religiosa. A maioria dos países cristãos é liberal e capitalista. Logo, a pessoa mencionada, mesmo de forma involuntária, é adepta a uma “ideologia”, que é capitalista. 

     3- Um sindicalista nunca leu e nunca soube nada sobre comunismo, socialismo, anarquismo, liberalismo, etc. Mas seu papel é defender os trabalhadores. Para isso, vai entrar em conflito com os interesses dos patrões. Também será simpático com os privilégios dos empregadores. E ai? Qual é a ideologia que esse indivíduo vai seguir? No mínimo, mesmo de forma contraditória, ele tem “simpatia” à causa dos trabalhadores e ao liberalismo (capitalismo). Esse indivíduo não tem convicção política, mas tem consciência do que seja “bom” para as suas necessidades, de sua família e de seu grupo sindical. Ou seja, ele gosta, no mínimo, de duas “ideologias” políticas e sociais: dos trabalhadores e dos patrões. É contraditório, mas é real.

     Conclui-se que “ideologia” política é um conjunto de ideias que defendem como deve ser o “poder” e a sociedade. Existem pessoas que possuem convicções de suas ideias..., e aquelas que, mesmo afirmando não possuir, apoiam e se posicionam a favor de gestões públicas que se aproximam de suas necessidades.  

Fontes consultadas:

Ideologia: uma breve história do conceito

http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0103-40142012000200025  

Ideologia: Termo tem vários significados em ciências sociais

https://educacao.uol.com.br/disciplinas/sociologia/ideologia-termo-tem-varios-significados-em-ciencias-sociais.htm  

Etimologia de “ideologia”

https://www.gramatica.net.br/origem-das-palavras/etimologia-de-ideologia/  

Resumo sobre os tipos de Ideologia

https://www.resumoescolar.com.br/filosofia/resumo-sobre-os-tipos-de-ideologia/  

Conceitos políticos fundamentais: ideologia, doutrinas, governo

http://votebem.org.br/wp-content/uploads/2016/08/Publicac%CC%A7a%CC%83o.-Fernando-Leite.-Conceitos-poli%CC%81ticos-fundamentais.pdf  

RAMALHO, José Rodorval. Ideologia: O Que devemos saber? - Sociologia para o Ensino Médio: conteúdos e metodologias Rosenval de Almeida e Souza (orgs). – Campina Grande: editora da UFCG, 2012.

Pode um cristão abraçar ideologias?

https://artigos.gospelprime.com.br/cristao-abracar-ideologias/  

Liberalismo, socialismo, democracia

https://www.revistas.usp.br/revusp/article/view/25976/27707  

Doutrinas politicas contemporâneas

http://www.ablj.org.br/revistas/revista28/revista28%20%20J.%20BERNARDO%20CABRAL%20-%20Doutrinas%20politicas%20contempor%C3%A2neas.pdf  

Idade Contemporânea: Doutrinas sociais e políticas do século XIX

https://guiadoestudante.abril.com.br/curso-enem-play/doutrinas-sociais-e-politicas-do-sec-xix-as-teorias-do-periodo/  

Partidos políticos brasileiros : programas e diretrizes doutrinárias

http://www2.senado.leg.br/bdsf/item/id/508139  

Agora 35 partidos políticos no Brasil, indaga-se quais têm verdadeiramente ideologias e conteúdos programáticos aplicados na prática?

https://joseherval.jusbrasil.com.br/artigos/241502168/agora-35-partidos-politicos-no-brasil-indaga-se-quais-tem-verdadeiramente-ideologias-e-conteudos-programaticos-aplicados-na-pratica  

Política: O que é ser esquerda, direita, liberal e conservador?

https://vestibular.uol.com.br/resumo-das-disciplinas/atualidades/politica-o-que-e-ser-esquerda-direita-liberal-e-conservador.htm

O que é o centro na política brasileira e quem quer ocupar esse espaço na eleição

http://www.bbc.com/portuguese/brasil-42642866  

Esquerda x Direita: Entenda de uma vez

https://veja.abril.com.br/blog/felipe-moura-brasil/esquerda-x-direita-entenda-de-uma-vez/   

Política: entenda o conceito de direita e esquerda

https://www.estudopratico.com.br/politica-entenda-o-conceito-de-direita-e-esquerda/   

O novo PT é de centro-direita

https://congressoemfoco.uol.com.br/opiniao/colunistas/o-novo-pt-e-de-centro-direita/  

Ideologias partidárias no governo Lula

https://www.cesop.unicamp.br/vw/1IMH3TagwNQ_MDA_ab6b0_/1D.pdf  

Nas eleições municipais, PT se alia aos "golpistas" em mais de 1.600 cidades

https://folhapolitica.jusbrasil.com.br/noticias/375764099/nas-eleicoes-municipais-pt-se-alia-aos-golpistas-em-mais-de-1-600-cidades  

● Por André Luiz Alves de Souza

● É psicanalista. Atende na Clinica Fisioderm. Cel.: 73 99973.6482 (Vivo-com whatsApp); 73 98829.7602 (Oi).  

● É professor concursado.

● É psicopedagogo.

● É licenciado em Filosofia; pós-graduado em Psicopedagogia; formado, clinicamente, em Psicanálise.

● É professor de cursos para concursos e convidado de faculdades.

 ● Licenciatura incompleta em Matemática.

● Escreve para o site, www.cocobongo.com.br .

● Críticas, sugestões de temas, títulos e assuntos: drandresouza@hotmail.com.

 

 

Anuncie Aqui Empresa Contato Equipe